https://www.vinylcuttingmachineguide.com/

QUAL A MELHOR CALIBRAGEM DE PNEUS NO OFF ROAD? VEJA OS BENEFÍCIOS E RISCOS DA BAIXA PRESSÃO.

Todo o off-roader sabe que reduzir a pressão dos pneus aumenta sua área de contato com o solo, melhorando a tração do veículo. No entanto, essa redução pode variar de acordo com as características do terreno em que você está rodando. Conforto, estabilidade e desempenho geral estão diretamente relacionados com a pressão alterada.

Para entender melhor como os pneus respondem aos diferentes níveis de pressão, queremos compartilhar com você o resultado de um teste realizado pela equipe da publicação digital Fourwheeler Network, relatado em um artigo escrito por Jay Kopycinski, em abril deste ano, aqui traduzido.

Para quem está começando no off-road ou para quem quer melhorar a performance, pode ser bem instrutivo, pois as fotos ilustram bem o comportamento dos pneus nas diversas condições.

COMO FOI FEITO O TESTE

O teste foi feito em uma picape com suspensão off-road, equipada com pneus tipo Mud-terrains, 37X12.5R17, para uso em terrenos com barro. O peso de cada pneu gira em torno de 36,2 kg, e quando foram montados em rodas de 9 polegadas e calibrados com a pressão normal, mediram 36,6 polegadas de altura no piso com calçamento.

Para evitar destalonamento, foi usado beadlocks especificados para até 25 psi, pressão usada, frequentemente, em trilhas com condições normais. Dependendo dos pneus, tamanho de roda e peso do veículo, em rodovias a pressão indicada deve ser maior, chegando a 50 psi.

É uma boa idéia usar um manômetro para fornecer uma leitura mais real da pressão. Isso facilita determinar a configuração que você pretende usar para cada tipo de terreno.

COMPORTAMENTO GERAL: PRESSÃO ALTA PARA USO EM RUAS DIMINUI A RESISTÊNCIA AO ROLAMENTO

Começando com o asfalto, onde a maioria de nós roda mais quilômetros, a pressão alta destina-se a fornecer um contato adequado ao piso, suficiente para reduzir o atrito do solo com os pneus, diminuindo a resistência ao funcionamento dos rolamentos de roda.

Uma pressão de ar muito alta, em estradas de chão, resulta em desgaste excessivo no centro da banda de rodagem do pneu, embora ofereça menor resistência ao rolamento e, normalmente, um menor consumo de combustível. À medida que a pressão cai, aumenta a resistência ao rolamento, e por conseguinte a tração.

VEJA OS RESULTADOS DO TESTE

Depois de montar os pneus novos, a equipe da Fourweller começou a verificar como os pneus se comportam inflados com vários níveis de pressão. Como esperado, constataram aumento considerável na tração fora de estrada, à medida que as pressões caíam, até que os níveis chegassem ao ponto do pneu estar muito mole e se desprender da roda padrão, sem beadlocks.

Essas são as “impressões digitais” dos pneus que a equipe produziu, no piso de concreto da garagem, com um pneu inflado com várias pressões. É possível ver facilmente, o quanto o adesivo de contato usado para produzir a marca, aumenta à medida que a pressão do ar diminui, com a maior parte do crescimento orientada em direção da rodagem.

Quando se trata de rodar sobre rochas, pressões mais altas impedem que os pneus se adaptem aos obstáculos e comprometem a tração e o próprio conforto.

Com a pressão do ar caindo para cerca da metade da pressão usada em ruas, os pneus realmente começam a agarrar nas pedras e o veículo fica muito mais seguro.

À medida que as pressões caem ainda mais, há uma pequena perda na distância em relação ao solo, gerando pouco menos de altura nos ângulos de entrada e saída da suspensão off-road.

Em pedregulhos, que exigem alta tração e nas superfícies de rochas mais lisas, o comportamento dos pneus pode ser um pouco diferente. No entanto, as pressões mais baixas permitem que os pneus flexionem e se ajustem aos contornos das rochas. O percurso, no banco do motorista, torna-se muito mais confortável.

Com a pressão do pneu rebaixada para um dígito, você corre o risco de amassar ou rachar a roda, já que o pneu não oferece mais um bom isolamento entre o aro e um obstáculo.

Deixar as pressões super baixas em trilhas com rochas, que exigem baixa velocidade, e logo depois usar calibragens altas em outro tipo de estrada, pode danificar a roda. Fique atento.

Pressões de um dígito nas rochas podem ter efeito negativo sobre a estabilidade da sua suspensão off-road, levando a uma sensação dela estar mole e solta. Os movimentos de direção tornam-se menos eficazes e menos previsíveis, pois o giro das rodas não é totalmente transferido para os pneus. Isso se torna mais evidente no volante, ao subir ou atravessar trechos inclinados, quando o pneu tende a rolar lateralmente.

Já nas trilhas com terra solta e areia, ao reduzir a pressão dos pneus, se obtém mais flutuação e tração. Mas deve-se aferir qual o limite mínimo para que o pneu não saia da roda.

Da mesma forma, nas dunas, onde você geralmente roda em velocidades mais altas e empurra os pneus mais lateralmente, o risco da pressão mais baixa deve ser bem calculado.

No trecho com lama, o teste identificou que pressões mais baixas expandem a pegada – zona de contato do pneu – e oferecem melhor tração. As mudanças práticas da tração na lama são muito semelhantes as da areia e de terrenos alagados.

A equipe percorreu uma pista de deserto com solavancos, sulcos e pequenas pedras normais. Calibrados com pressões usadas em pavimento de rua, os pneus deslizam sobre a terra enquanto a suspensão trabalha para mantê-los firmes em tração com o solo.

A queda para faixas de pressão média, instantaneamente proporciona melhor tração e maior conforto. Com a pressão reduzida para um dígito, o conforto aumenta, mas compromete o controle em velocidades que não sejam muito lentas.

Um ponto a ser reforçado é o da proteção na parede lateral do pneu. Com base nas larguras dos pneus e das rodas, a pressão variável, também pode afetar quais partes do pneu entram em contato com um obstáculo e o quanto a parede lateral pode proteger de impactos a própria roda.
.
Especificações do pneu que foi testado
Pneu: General Grabber X3
Tamanho testado: 37×12.50R17
Tipo: Terreno-lama
Faixa de carga: D
Carga máxima (lb): 3.525 a 50 psi frio
Construção da parede lateral: 3 camadas
Largura da jante aprovada (polegadas): 8.5-11.0
Profundidade do piso (polegadas): 21/32
Largura do passo (polegadas): 9.7
Largura da seção (pol): 12,5
Diâmetro total (pol): 36.6
Peso (lb): 79,7
Tamanhos: 42, disponível até 37 polegadas de diâmetro para diâmetros de roda de 15 a 20 polegadas
.
Fonte e fotos: https://www.fourwheeler.com/how-to/wheels-tires/benefits-of-low-tire-pressure-off-road/, artigo escrito por Jay Kopycinski, publicado em 27 de abril de 2020

 

0 respostas

Comente


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *